Stop

Pensamentos Inspirações Artigos Publicações

A vida na Terra...

A vida na Terra...

Naomi Feinberg

www.hatmara.org


A vida na Terra, por ter a limitação de só se realizar no plano físico, cria um estado de dependência, pela sua própria essência, ou seja é limitada em essência, dado que só se realiza na dimensão física. A vida em si mesma, cria um estado de dependência.

Em outras palavras, a vida é dominada por condições específicas incontroláveis e conectadas com factores limitativos.
É-nos inevitável viver dessa maneira dado que ao nascermos passamos a estar debaixo de leis e limites imutáveis.

Esta pode ser a razão pela qual os seres humanos e os animais também, desejam continuar a viver e amam a sua existência nesta dimensão, mas ao mesmo tempo sentem-se limitados e desejosos de alcançar outras dimensões.

A INEVITABILIDADE de se sentir limitado a esta dimensão cria ansiedade e stress, assim como a sensação de escravatura e dependência de factores externos que anos aproximam de “bonecos programados”.

A INEVITABILIDADE de ter de viver de acordo com as limitações da matéria provoca uma divisão interna (estar na dimensão física planetária, gostando de a viver, mas simultaneamente não sendo capaz de se libertar disso, como um prisioneiro ou escravo, confinado a esta dimensão) impeditiva de atingir um estado de felicidade completa na nossa existência na Terra.

Este fenómeno geralmente leva-me à compreensão de que estar em “ sincronismo Hatmara” ( transformação sincrónica) ajuda a nossa consciência e essência de vida a alterar as nossas condições de “prisioneiro” para uma outra em que tenhamos a “livre escolha”, ser livre e não dominado.

Com a habilidade de “sincronismo Hatmara” não há inevitabilidade de viver na dimensão física, adquirimos a possibilidade de gozar e viver o melhor da dimensão física e ao mesmo tempo sair para outras dimensões e retornar, sem a condicionante “sem escolha”.

Há registos da “busca pela libertação” em muitas culturas diferentes, neste planeta. Em todas as civilizações até agora (que eu tenha conhecimento) os meios através dos quais isso pode ser experimentado, referem-se à “ saída”da dimensão física (crenças na vida depois da morte, da alma imortal e experiências com um novo corpo). Há formas diferentes de sair do corpo e atingir outras frequências, por exemplo através da oração, de cerimónias, num estado de transe, com certas drogas, com tipos diferenciados de meditação, através da yoga, com diferentes tipos de respiração e vários exercícios esotéricos.

Com todos estes métodos atingimos uma separação entre o físico e o não físico. Funcionamos normalmente tanto com um corpo físico na dimensão física (mesmo quando se tem a capacidade de continuar consciente noutra dimensão) ou atingimos outras dimensões saindo da consciência física com todas as suas limitações.

O que eu quero dizer com total liberdade é a capacidade de não ter limitações no campo físico e respectiva dimensão, o que poderá ser feito através da transformação do corpo físico em não-físico vice-versa (ou seja, ir com o corpo físico). Isto permite viajar entre dimensões sem se separar do corpo (como no caso da morte física). Isto permite-nos ser físico e ao mesmo tempo ter o poder de sincronicamente transformar o físico em não físico: ser independentes das leis e limitações da dimensão física, sendo assim também, livres para sairmos dela e voltar a ela.

Seres como Moisés, Elias, Jesus e Padma Sambava (Guru Rimpoche conseguiu fazer esta transformação entre todas as dimensões no verdadeiro sentido da Hatmara), mostraram-nos o caminho da verdadeira libertação sem a morte do corpo físico ou “samadhi” (em que o corpo espiritual actua sem a consciência física).

Não passaram pela morte física ou “samadhi” onde não existe funcionamento do corpo físico e somente existe o corpo espiritual, sem consciência física.

Demonstraram por si próprios a existência de uma capacidade de transformar o corpo físico e simultaneamente mudar de dimensões sem uma separação entre o físico e o não físico e fizeram-no “indo” com o corpo físico e voltando outra vez.

Este é o objectivo do método Hatmara, liberar-nos da inevitabilidade de estar na forma física e soltar-nos de todos os limites da nossa existência na Terra, para podermos Ser em toda a nossa dimensão de inteireza em todo o seu potencial.

« voltar aos Artigos