Stop

Essências Florais Bach Cactus Fes Cogumelos Bush Australiano Orquídeas: Amazónicas Dancing Light Europeias Living Tree

Padrões de Desequilíbrio - Angústia localizada (nó na garganta, coração oprimido, tensão no estômago). Ansiedade. A despreocupação disfarça a tortura mental - um estado mental turbulento, em que esconde pensamentos aflitivos e inquietação interior por trás de uma fachada de alegria, por trás de uma máscara. Finge que tudo vai bem e esconde os seus problemas. Falta de sintonia entre o que pensa e o que diz, ocultando ou ignorando o negativo, como se não existisse: pretende convencer-se e convencer os outros de que é feliz. Quando stressado, poderá refugiar-se no álcool ou nas drogas para atenuar a tortura. Ansiedade do tipo oral, que gosta de beber, fumar, rebuçados, etc. Agrimony, segundo Bach:" ... serve para personalidades dissociadas que desperdiçam grandes quantidades de energia para manter as aparências, sem que haja contacto entre a personalidade e o "Eu Superior". Faz muitas perguntas, para evitar falar de si mesma.
Busca excitação, com consequências perigosas e que podem causar danos. Inquietude à noite, cansaço por pensamentos agitados. (Veja também White Chestnut.)

Qualidades Positivas - Equilíbrio espiritual, maior discernimento e objectividade, maior consciência e honestidade perante si próprio e perante os outros, enfrentando os seus conflitos, o compartilhar dos seus problemas, diminuindo a angústia e a ansiedade. Alegria, despreocupação, senso de humor refinado, sem fingimento. Um bom companheiro. Pode rir-se de suas preocupações. Na doença, torna leve o desconforto e até mesmo a dor. Não gosta de estar só. Foge de brigas e discussões, é um amante da paz. Genuinamente optimista, procura ver os dois lados dos acontecimentos e enfrenta os factos como se apresentam, o que não consegue fazer quando está em estado de animo negativo. Sagaz, diplomata, vive com autêntica alegria interior.

Afirmações
- Eu reconheço e aceito a dor e o conflito internos.
- Eu aprendo a ser honesto comigo mesmo.
- Eu permito que os outros conheçam os meus verdadeiros sentimentos.
- Eu Sou esta Paz interior repleta de Verdade.

« voltar