Stop

Essências Terra LUX Artémis Astroessências Elixires Cristalinos Proteas Sprays Áuricos Terra Brasilis

Essência Terra LUX - TERRA BRASILIS:

Essência da Redenção

Bastões do Imperador & Alpinias

Composto Vibracional

REDENÇÃO

Essência da RedençãoEssência da RedençãoEssência da RedençãoEssência da RedençãoEssência da RedençãoEssência da Redenção

A essência da REDENÇÃO em que o espírito fertiliza a matéria através do portal do coração apaixonado.

Composição da essência da REDENÇÃO:


Bastão do Imperador / Flor da Redenção / Gengibre Tocha / Rosa de Porcelana
Etlingera elatior - Rosa

A Bastão do Imperador (Etlingera elatior), também conhecida como Flor da Redenção, Gengibre Tocha ou Rosa de Porcelana, catalisa o poder de acordar a consciência para o acessar memórias de eventos passados e experiencias amargas ancoradas nas células e sistemas físicos, de modo a permitir o seu processamento consciente e consequente libertação. Muitos desses eventos afetaram a integridade pessoal através da humilhação e da destruição do amor-próprio e da autoimagem, por abusos de ordem física, psicológica ou espiritual nascida do poder descontrolado de alguma figura arquetípica.

De acordo com os Florais Filhas de Gaia (Bastão do Imperador): Restaura o sentido de Integridade pessoal quando este foi rompido, na infância, por violência e/ou abuso de poder relacionado com a figura paterna (espiritual, emocional, verbal). Quando a autoridade paterna humilhou, desvalorizou de maneira sistemática ou aniquilou a autoimagem e o sentido de integridade do filho. Para aqueles que foram vitimizados por abusos (de cunho sexual, moral, espiritual) por figuras de autoridade masculinas. Para aqueles que não tiveram um modelo parental masculino positivo, presente, assertivo e poderoso. Para homens que tiveram a mãe como chefe de família e vivenciaram uma ausência/carência de referências paternas positivas. Para filhos de famílias onde o centro do poder foi feminino e vivenciaram padrões de fraqueza ou desvalorização do poder masculino e tem dificuldades para mobilizar o arquétipo positivo do Rei em sua psique.

A Etlingera recebeu o seu nome do botânico alemão Andreas Ernst Etlinger, e este género tem cerca de sessenta espécies diferentes até hoje conhecidas, a maioria delas espalhadas pela Índia e Sudeste Asiático. Essas plantas perenes crescem a partir de raízes rizomatosas. Os nomes populares atribuídos às plantas têm relação com a forma, a origem, as lendas e a criatividade ao longo dos tempos. No Brasil reza a lenda que D. Pedro II encontrou a Rosa de Porcelana na Mata Atlântica e terá recomendado que as suas bengalas tivessem o design dessas plantas e daí o nome Bastão do Imperador. Também consta que esta flor foi oferecida à Princesa Isabel logo após ter assinado as Leis do Ventre Livre e Áurea no dia 13 de maio de 1888 que decretava a libertação dos escravos.


Gengibre Tocha Tulipa Negra
Etlingera elatior hemisphaerica

Fazer emergir para poder soltar o que aprisiona e impede a cura de feridas antigas é a vibração sanativa desta flor, Gengibre Tocha Tulipa Negra (Etlingera elatior hemisphaerica), que aporta o transformar da dor para impedir que nos negligenciemos ou abandonemos ao pesar do nosso coração trespassado pela mágoa ou ressentimento. Expurgar e desvendar o passado que nos impede de validar quem somos e construir a nossa história pessoal rumo a um viver em completude, liberto de condutas auto-repressoras. Purificar padrões do passado, libertar a alma de dores antigas pela via possível da compaixão, primeiro por nós mesmos... a via possível é reverter a dor através do perdão.

De acordo com a Doutrina das Assinaturas a postura ereta e vertical da flor que nasce diretamente da raiz subterrânea, aponta inequivocamente do núcleo-centro para o céu como limite vibratório da energia primordial, rumo à fonte de toda a Luz.

Esta espécie particular de Etlingera é considerada nativa da Malásia e da Indonésia. É também membro da família do gengibre e as suas flores atraem polinizadores, como abelhas e borboletas. Os rebentos jovens, ou botões de flores, são um ingrediente comum em muitos alimentos malaios. O seu uso mais comum é como condimento para pratos como rojak e laksa. Os botões são picados e adicionados a esses pratos de sopa e macarrão de arroz para realçar o sabor e o aroma. Tem sido usado como guarnição ou em saladas também. Acredita-se que o gengibre tocha também tenha sido utilizado para fins medicinais: folhas e botões da espécie têm propriedades antifúngicas e antibacterianas. Como acontece com muitos tipos de gengibre, o chá é útil no tratamento de congestão, tosse e resfriado. As essências florais também são utilizadas para promover o bem-estar físico e mental.

A planta produz muitas flores, mais dificilmente frutifica por falta de polinizadores adequados; na inflorescência fecundada os frutos são comestíveis tanto quanto a flor nova e as sementes são usadas como condimento. Na Tailândia, a planta não só é apreciada pelo olhar como também é saboreada quando usada como ingrediente em exóticas receitas culinárias locais.


Gengibre Vermelho / Panamá
Alipinia purpurata - Vermelha

Gengibre Vermelho (flor vermelha de Alpinia purpurata)tem a virtude de ascender a energia do chacra raiz aos chacras superiores, intensificando a conexão com aspetos evolutivos da unificação sexual do masculino e do feminino, gerando equilíbrio no dar e receber. Descondiciona a vergonha da sexualidade e o medo de partilhar a própria beleza por insegurança. Esta flor, na composição desta sinergia, age como tónico energético para o chacra básico, ativando a força vital, a sexualidade sagrada e a própria fertilidade, abrindo o portal do coração através da sublime união com o divino.

Segundo Isha Lerner (power of flowers):  ...a essência de Gengibre Vermelho abre uma força subtil de ligação sublime com a fonte. No topo de uma pluma de Gengibre Vermelho, uma flor branca luminosa floresce seguindo seu padrão de crescimento. Esta mesma abertura ocorre dentro do indivíduo quando a luz da purificação coroa a sensualidade do corpo humano. O Gengibre Vermelho aumenta a individualidade sexual e a liberdade de explorar o terreno das verdadeiras paixões e criatividade. A essência de flor de gengibre vermelho é útil para aqueles que perderam o desejo e a atração e abrirá os canais do magnetismo... é um tónico puro e natural para a letargia pós-menopausa., que ajudará a mulher a descobrir a luz dentro da passagem desta transição. Use-o quando a paixão clamar... e o corpo desejar.

Alpinia purpurata é da mesma família Zingiberaceae que a Etlingera. O nome de gênero Alpinia é originário de Prospero Alpina, um botânico italiano que se interessava muito por plantas exóticas. O gênero Alpinia, inclui cerca de 230 espécies de plantas tropicais nativas da Ásia, Austrália e ilhas do Pacífico. Algumas espécies são: Alpinia purpurata, Alpinia zerumbet, Alpinia speciosa, Alpinia galanga, Alpinia officinarum. Nomes comuns: gengibre vermelho, pluma de avestruz ou gengibre cone rosa.


Gengibre Cone Rosa
Alipinia purpurata - Rosa

Gengibre Cone Rosa (flor rosa de Alpinia purpurata), atua no coração ardente do poder pessoal, inflamando o prazer de ser autêntico e viver em verdade a pureza dos instintos, abrindo ao reconhecimento e aceitação de ser e vibrar quem se é, na dádiva curativa da sua autenticidade. Esta essência traz-nos de regresso à casa física, quando flutuamos demais em sendas espirituais, perdendo o contacto com “os pés no chão” de tanto ter "a cabeça nas estrelas".

Na “casa física” habitam a ancestralidade e a tradição que nos aportam estrutura e consistência para o encaminhar do porvir, através da inspiração e da criatividade. Ancora a confiança e o direito à auto-expressão. Profundamente curadora das perdas afetivas e separações. Redenção é o ato ou efeito de redimir que significa libertação, reabilitação, reparo, salvação. É o ato de resgatar, de tirar do poder alheio, do cativeiro. É livrar-se das penas do inferno.


SINTONIAS - Curso de Formação de Terapeutas Terra LUZ.A - Nivel II (Brasil 2021)


 
Formandas do curso de formação de Terapeutas Terra LUZ.A - Nivel II (Brasil)
Mayne, Isabella, Sueli, Julia

Sueli Kinte (terapeuta): 

União das energias masculinas e femininas. Harmonia, Acolhimento, Trabalho em grupo, Liderança, Confiança para liderar e tomar decisões dentro do grupo. Perceber e escolher as melhores possibilidades. Abandonar as capas que não servem mais. Assumir o seu lugar no mundo. Harmonização dos vários aspetos que compõe o ser humano. Olhar para traz e aprender valorizar a caminhada e as conquistas dos ancestrais. Força e coragem para vencer os desafios que os nossos vários eus precisam habitar e vivenciar para alcançar o êxito em seu processo evolutivo.

Isabela Santa Ritta (terapeuta): 

Representando os eus feminino, masculino e sua junção potencializada no amor leal, atento, prazeroso, cuidadoso e luminoso do estar juntos caminhando em harmonia. Essa essência trás as cores alegres da base  de um relacionamento nutridor, respeitoso, amoroso e aberto ao crescimento de ambos, onde o EU te vejo e TU me vês está presente numa rotina saudável. As pétalas viram dedos entrelaçados em mãos de dar e receber e o sentimento percebido é de pura gratidão.

Mayne Silva (terapeuta): 

...O assentamento das 5 flores foi feito por Julia e Sueli assim que assentou ao ouvir uma delas chamar o bastão do imperador de imperatriz chorei e ri e vi que ali diante de nós estava um arquétipo do feminino e masculino desconstruindo ilusões. O bastão do imperador com a cor rosa clara sinaliza que um homem ou masculino saudável pode ter aquela energia mesmo firme e forte, doce amor. Ao mesmo tempo indicava que nós também poderíamos ter este masculino e feminino integrado, harmonioso, forte e doce gerando frutos, filhos, serviços.

...em seguida veio uma música indígena que aprendi em Figueira e senti a flor Alpinia atravessar meu ser da região pélvica rapidamente até o coração como se limpasse e abrisse.

5 mulheres + 5 flores formavam o número 10 que é em síntese é o 1 simbolizando UM NOVO COMEÇO.
É TEMPO DE UM NOVO COMEÇO para todas as mulheres que estavam ali, sintonizadas com o portal marcavam um novo tempo para a humanidade, um novo tempo para o Terra Brasilis, um novo tempo para a mestra. Hesitante tentei fazer conta na mente sobre o tempo e lembrei da força que a flor atravessou meu coração abrindo ele como espiral marcando que o tempo era aquele e agora, e que já havia iniciado. No dia anterior havia sido marcado em nós grupo em nós humanidade um novo tempo. Ao receber essa informação senti o portal descendo sobre nós com as flores no centro amparado por todos os reinos e com muitos vórtices de luz, ou abundante vórtice de LUZ. Com uma alegria serena. 

Ao respirar as diferenças e universos senti a qualidade da energia grupal, das complementaridades que geram novas coisas, essências, famílias luminous. Ao olhar a água por baixo e ver as pétalas parecia que as emoções estavam harmonizadas, como uma música serena do Universo. O corpo estava sereno, suave, senti liberações de chagas nas mãos e pés (aqui escrevendo lembrei que poderia ser a conexão da Luz Crística do Portal em comunhão com a flor liberando o olhar para as dores para focar no propósito maior cristico) e uma liberação expansiva do Amor em Unidade. Mantra: Eu quero, eu posso, aqui e agora e recebo o raio de flor em todas as minhas dimensões e digo sim a cura, ao amor, a redenção e a unidade a serviço da nova humanidade.

TERRA BRASILIS: Essência da Redenção é sintonizada por:

  • Grupo de formandas Terra Luz.a (Brasil 2021)

    Mayne, Isabella, Sueli, Julia

    Chegou finalmente a ocasião, vários anos depois, em 2021 numa oportunidade única, em sintonia coletiva do grupo de aprendizes do 1º curso de Formação de Terapeutas (Nível I e Avançado) realizado em 2021, em Serra Grande - Baía - Brasil, às 12:12 do dia 12 de Dezembro de 2021 data da Ativação do Portal da Nova Te... LER +

« voltar